OUTONO - Ricardo Melo
  Publicado em 10/6/2007 17:52, com 1588 acessos.


O U T O N O

No outono,
Retorna a saudade,
No amarelo da vida
Abrindo a ferida
Que causou sua vaidade.

Perdi folhas...

No amarelo do mato
Onde secas pousaram
E a ti se ajuntaram
Em meu profundo regato.

Criei raízes.

Pra resistir o vazio
Retirar meu sustento
Outono era o momento
Eu me tornava inverno.


Tempo de Mudança

Adoro o outono
Quando minha alma seca
Após várias enxurradas
Das paixões de veraneio
E o amor solta seus frutos
Belos, resistentes e saborosos.

Adoro o outono,
Os passarinhos
No quintal vêm pousar
Passam longas tardes
A contar porque a chuva se foi
E se o vento irá voltar.

Adoro o outono
Minha aparência seca,
E se torna propícia
Para fogo atear
E queimar os defeitos
Que eu não posso podar.


Ricardo Melo





Conteúdo : Versos e Prosas

  14/02/2018 - Geral - Campanha da Fraternidade 2018
  10/08/2017 - Eventos - 33ª Expo Piranguçu
  01/06/2017 - Geral - Festa Santo Antonio
  05/04/2017 - Geral - Semana Santa 2017 - Paróquia Piranguçu
  29/03/2017 - Geral - Visita da Imagem Peregrina
  22/02/2017 - Geral - Piranguçu - 54 anos
  22/02/2017 - Geral - Campanha da Fraternidade 2017
  09/06/2016 - Eventos - Festa do Divino Pai Eterno
  31/05/2016 - Eventos - Festa de Santo Antonio
  31/05/2016 - Eventos - Festa de São João.
  03/04/2016 - Eventos - 22ª Festa da Banana - Antunes
  16/03/2016 - Geral - Semana Santa 2016 - Paróquia Piranguçu
  14/02/2016 - Geral - Campanha da Fraternidade 2016
  14/08/2015 - Eventos - 32ª Exposição Agropecuária de Piranguçu
  07/07/2015 - Eventos - Arraiá da AAPP
  25/05/2015 - Geral - Novena e Festa de Santo Antonio
  20/04/2015 - Versos e Prosas - Pátrio Alferes
  08/04/2015 - Geral - 21ª Festa da Banana - Antunes
  30/03/2015 - Geral - Semana Santa 2015 - Piranguçu
  22/02/2015 - Geral - Piranguçu 52 Anos

»Veja +