Pátrio Alferes
  Publicado em 20/4/2015 09:13, com 60 acessos.


PATRIO ALFERES



Que pátria não era
Mas lar de quimera
Com dura autoridade.
Colônia de bravos
Que mesmo escravos
Sonhavam liberdade.

Entre os bravos, porém
Um alferes detém
A marcha triunfal,
De poderes dominantes
De terras distantes
Reis de Portugal.

O alferes plantou
Com sua vida regou
A semente da liberdade,
Se somos independentes
Devemos a Tiradentes
A nossa brasilidade.


Poesia escrita pelo amigo e conterrâneo José Braz da Costa, residente em São Paulo.





Conteúdo : Versos e Prosas

  20/04/2015 - Versos e Prosas - Pátrio Alferes
  08/09/2014 - Versos e Prosas - Simplesmente Eu!
  12/12/2013 - Versos e Prosas - Natal, presente de Deus
  03/10/2013 - Versos e Prosas - Desencanto
  14/08/2013 - Versos e Prosas - É Pedra ou Pedreira?
  24/06/2013 - Versos e Prosas - A Passagem
  19/06/2013 - Versos e Prosas - Garrolê
  19/06/2013 - Versos e Prosas - Gatinha Sassafraz
  09/06/2013 - Versos e Prosas - Sonhos Dourados
  09/06/2013 - Versos e Prosas - Doze de Junho
  26/02/2013 - Versos e Prosas - Cinquentenário de Piranguçu
  26/11/2012 - Versos e Prosas - Bairro Sobradinho em Versos.
  22/08/2012 - Versos e Prosas - O Site em Versos.
  31/07/2012 - Versos e Prosas - Homenagem ao Delicado.
  23/05/2012 - Versos e Prosas - A História do Zé Pintinho.
  12/05/2012 - Versos e Prosas - FELIZ DIA DAS MÃES.
  29/02/2012 - Versos e Prosas - Eu sou a Piranguçu.
  25/01/2012 - Versos e Prosas - Folhas ao Vento - Poema
  16/01/2012 - Versos e Prosas - Fotos Antigas - Poesia
  16/12/2011 - Versos e Prosas - Minha Saudade

»Veja +