Piranguçu já possui seu Grupo de Trilha de Moto (Trail)
  Publicado em 19/6/2006 14:56, com 143 acessos.


O termo TRAIL vem do inglês e significa caminho, trilha, rastro ou picada.
O Trail surgiu no Brasil, na década de 70, quando os amigos procuraram uma forma de fugir da rotina, buscando novas formas de diversão.
A topografia de Piranguçu é extremamente favorável à prática deste esporte, possuindo diversas trilhas com vários níveis de dificuldade, por isso nossa cidade é visitada nos finais de semana por inúmeros praticantes de regiões vizinhas. O grupo de Trilha de Moto de Piranguçu chama-se “DIFUNTOS DA MONTANHA”, nome este originado de uma trilha chamada Defunto1, localizada no Bairro Pedra Branca. Todos os fins de semana estamos na trilha, onde fazemos e cultivamos diversas amizades, sendo já reconhecidos pelos bairros onde passamos. Mas as trilhas não se restringem a apenas a nossa cidade, elas se estendem ao longo da Serra da Mantiqueira e facilmente encontramos a cidade de Campos do Jordão. Também temos opções de trilharmos por outras cidades vizinhas como Brasópolis, Santo Antônio do Pinhal, Itajubá, Wenceslau Braz, Sapucaí Mirim e Piranguinho. Existe trilha para todos os gostos: trilhas pesadas, técnicas, leves, com muito barro, secas, estradões de terra, morros, pirambeiras... O relevo permite que o trilheiro possa se divertir muito, escolhendo o tipo de trilha que pretende fazer.
Nosso grupo está sempre aberto para novos integrantes que queiram desfrutar deste esporte de aventura. Segue abaixo algumas dicas para quem interessar:

Os 10 Mandamentos da Trilha:
01 - Jamais corte cercas, arames ou deixe porteiras abertas;
02 - Respeitar a propriedade alheia, passando somente onde é permitido;
03 - Diminuir a velocidade ao passar por cidades, vilas, povoados etc.;
04 - Não atropelar animais domésticos e silvestres;
05 - Tratar com respeito os moradores de povoados, sítios e fazendas;
06 - Respeitar as leis de trânsito;
07 - Não poluir o meio ambiente;
08 - Não recuar no primeiro obstáculo, na dúvida acelera;
09 - Dar atenção aos iniciantes, ajudando e dando dicas de pilotagem;
10 - Não andar sozinho e jamais deixar alguém do grupo sozinho na trilha.

Equipamentos:
É onde o trilheiro deve começar; é tão importante quanto adquirir a moto. Um piloto completamente equipado adquire uma maior segurança para uma pilotagem mais tranqüila.

Capacete: é o componente mais importante. Os capacetes podem ser integrais com a queixeira fixa ou abertos com a queixeira removível e sem viseira.
Óculos: para acompanhar o capacete deve ser escolhido um bom par de "óculos protetores", que é um item importante de segurança para os olhos do piloto.
Luvas: existem luvas próprias de nylon e elástico reforçadas, devem ser resistentes e confortáveis, não dificultando os movimentos.
Colete: visa proteger o tórax e os ombros, este se mostra útil nas capotagens e também nas eventuais colisões com galhos de árvores ou quando a moto da frente arremessa pedras, pela força da tração da roda traseira.
Camisa: para usar sob ou sobre o colete existem as camisas ventiladas, próprias para a prática deste esporte.
Cotoveleiras: as mais comuns são cotoveleiras de plástico e com elástico largo para fixar no braço. Deve fica bem firme no cotovelo.
Cinta abdominal: na altura da cintura, pode-se utilizar uma cinta abdominal que ajuda a manter a coluna reta e as vísceras bem firmes.
Calça: normalmente a calça é composta por duas camadas de tecido, por fora é nylon ou tecido resistente e por dentro tecido tipo véu que é para deslizar e não grudar nas pernas.
Joelheira: pode-se usar joelheira de plástico por dentro da calça com elástico largo que prende nas pernas. Alguns modelos ainda têm uma proteção para a canela.
Botas: uma boa bota evita que o pé sofra torções laterais, tem proteção nas canelas e ponteira de metal.
Mochila de Hidratação: também chamados Camelbak, existem de várias capacidades (1.5L; 2L; 2.6L; 3.1L) e modelos.

Na Pilotagem:
1. Peso: Retire tudo o que for dispensável da sua moto, como retrovisores, bagageiro, pedais da garupa e painel de instrumentos, pois quanto mais leve a moto, mais fácil de você conduzi-la.
2. Pneus: Substitua os pneus originais por outros de MotoCross. Calibre para 12 libras se o terreno for enlameado ou 15 libras para terra batida. Uma redução na relação secundária coroa/pinhão, é importante para melhorar o rendimento da moto em subidas.
3. Travesias: Em rios, cuidado para que não entre água no motor pelos respiros do carburador, filtro de ar ou pelo escapamento. Se o motor morrer, antes de dar a partida novamente você terá de retirar todo o excesso de água do cilindro, do motor e da ignição para não danificar a moto.
4. Manutenção: Recomendável sempre fazer uma boa revisão na moto verificando cabos, filtros, óleo, pneus, farol, relação e suspensão.
5. Troncos caídos: neste momento é necessário uma "empinadinha" na roda dianteira para passar a frente da moto, quando o protetor do Carter bater no tronco, a moto deverá ser inclinada para frente e com a ajuda do corpo a roda traseira encosta-se ao tronco, então basta acelerar. A mesma técnica vale para pedras grandes no meio do caminho.
6. Subidas: podem ser enfrentadas de duas formas. Nas subidas curtas, o piloto pode ficar sentado, com o corpo inclinado para frente e pegar embalo para vencer a inércia. A segunda técnica para longas subidas em pé na pedaleira, com o corpo para frente, controlando a aceleração para não levantar a roda dianteira.
7. Descidas: o corpo deve ficar para trás, forçando o guidão com as mãos e cuidado para não deixar a moto derrapar com a roda dianteira. Em descidas lisas ou molhadas deve-se ter cuidado com o uso do freio dianteiro para evitar o travamento.
8. Cavas: são erosões formadas por enxurradas que às vezes são tão grandes que quase escondem a moto dentro, nestas é preciso tomar cuidado para não entortar os pedais de câmbio e freio, e as vezes é preciso “caminhar” com os pés fora da cava e a moto dentro.
9. Atoleiros: Antes de encarar o atoleiro verifique o local com atenção para procurar um caminho alternativo. Tente atravessar o atoleiro a pé, procurando lugares mais firmes para passar. O embalo é essencial, pelo menos irá vencer boa parte do atoleiro na velocidade e caso da moto atolar não adianta nada ficar acelerando, pois a moto afunda mais ainda. Neste caso, desça da moto e com ajuda de colegas tire-a no braço.

O que levar:
Basicamente levam-se os itens essenciais, não adianta levar coisas desnecessárias, pois só aumentará o peso dos equipamentos.

FERRAMENTAS:
-Chave de vela;
-Alicate pequeno;
-Chave de fenda e philips;
-Chaves de boca (8, 10, 12, 22 e 24mm);
-Canivete afiado;
-Fita isolante ou silver tape;
-Um pedaço de Lixa fina.

PEÇAS:
-Um spray de reparo de pneus;
-Uma vela de ignição de reserva (para motos 2Tempos são essenciais);
-Um rolinho de arame;
-Emenda de corrente (2 ou 3 gomos);
-Um manete de embreagem;
-Cabos de embreagem e acelerador;
-Um pedaço de corda (aprox. 5m);
-Alguns tipos de parafusos, porcas e amarra-cabos (gravatinhas).

Observações:
- Mesmo usando estes equipamentos você pode se machucar;
- Procure certificar-se de que a moto está em perfeitas condições antes de entrar nas trilhas;
- A Trilha exige condicionamento físico, tanto na força muscular como na resistência aeróbica e muita hidratação. Antes da aventura, faça uma refeição leve, com frutas e legumes;
- Não faça uso de drogas ou de bebidas alcoólicas antes e durante as trilhas. Lembre-se que resgates em locais de difícil acesso podem complicar a situação, além de comprometer a diversão de todos do grupo. Deixe a cervejinha para depois da trilha.


Texto enviado por Reinaldo Rennó Ribeiro




Conteúdo : Esporte

  26/02/2013 - Esporte - Cavalgadas do Zé Silva
  14/11/2012 - Esporte - 7º Trucão em Piranguçu.
  06/06/2012 - Esporte - 6º Enduro a Pé da Serra Piranguçu - MG
  17/05/2012 - Esporte - 1º Abutres Eco Bike.
  01/07/2011 - Esporte - 5º Enduro a Pé da Serra em Piranguçu.
  15/06/2010 - Esporte - Copa do Mundo 2010.
  14/10/2009 - Esporte - Aeromodelo Concorde em vôo rasante.
  01/04/2009 - Esporte - Divisão da Cultura, Esporte, Turismo e Lazer.
  30/10/2008 - Esporte - Esporte Clube Piranguçu - ECP
  17/10/2008 - Esporte - Abutres realiza o IV Enduro a Pé, dia 1º de novembro
  22/04/2008 - Esporte - Segundo Enduro a Pé da Serra - Dia 18 de maio.
  28/02/2008 - Esporte - A Primeira Corrida Rústica de Piranguçu ocorreu em 1987.
  06/02/2008 - Esporte - Big Jangadão 2008. Uma nova geração que se multiplica.
  28/01/2008 - Esporte - Grupo Micróbios promove o Big Jangadão 2008.
  26/11/2007 - Esporte - Projeto Capoeira em Piranguçu
  11/05/2007 - Esporte - Avaliação do 1º Enduro A Pé da Serra de Piranguçu
  16/04/2007 - Esporte - 1º Enduro a Pé da Serra - Dia 29/04/2007
  26/02/2007 - Esporte - Equipe Abutres e a Prática de Caminhada (TREKKING)
  12/02/2007 - Esporte - Grupo Micróbios promove o Big Jangadão 2007.
  19/06/2006 - Esporte - Piranguçu já possui seu Grupo de Trilha de Moto (Trail)

»Veja +